Busca pela Liberdade! 4

Busca pela Liberdade!
Capítulo 04: Elegância X Deselegância.

No último capítulo: Artico ainda estava fugindo do Mascarado, só que graças ao sacrifício de seu Pokémon (segundo ele), ele conseguiu escapar, só que vimos que no final, Artico não levou a melhor, morto a sangue frio por Marco. Não perca o capítulo de hoje!

O Sol aparece, já são aproximadamente 6 horas da manhã.

— Gente! Daqui a 30 minutos reunião na beira da praia, por favor — grita Lucia, a fim de fazer todos ouvirem.

Em questões de segundos todos dizem ''Ok''.

30 minutos se passam.

— Pessoal, reunir todos aqui, para sabemos o que iremos fazer a partir deste momento — Lucia olha para todos, para ver se estão todos ali.

— Marco, Junior, Gustavo, Matheus...

Lucia continua a olhar, afim de procurar mais alguém.

— Cadê Wallacen, Alice, Júnior, Guilherme e Artico? — a jovem começa a olhar para todos os lugares. — Você sabe sobre o Artico? Marco.

— N-não, claro que não, lógico que não, por que eu iria saber sobre o Artico? — Marco começa a ficar nervoso e confuso.

— Marco, você está bem? — pergunta Lucia.

— Claro, por qual motivo não estaria?

Marco sorri.

Lucia sorri de volta.

— Meu irmão deve tá com o Guilherme, Alice com o Wallacen, e Artico sozinho, o único que corre perigo é o Artico mesmo, mas aquele inseto sobrevive, eu acho — Junior expressa as palavras friamente.

O silêncio reina completamente.

— Reunião terminada! — afirma Lucia. — Obrigado por ter vindo, de coração mesmo.

Lucia termina a reunião sem dizer nada, apesar de todos terem escolhido ela como líder, apesar de ela no começo rejeitar, na preferência dela, Gustavo deveria ser o líder, mas escolheram ela, então ela se acha na obrigação de se preocupar com todos, apesar que na reunião, Lucia ficou sem o que falar, ela só queria dizer algo para confortar os corações de todos, só que infelizmente não conseguiu expressar o que queria.

Todos levantam e vão para suas devidas barracas.

— Wallacen...!

— O que você deseja, Alice? — O jovem diz a frase num tom de ironia.
Alice sorri.

Wallacen sorri.

Os dois sorri ao mesmo tempo, porém, Wallacen e Alice sabem muito bem que o riso de cada um é pura falsidade.

— Estava pensando, poderíamos fazer uma batalha, para passar o tempo, estamos perdidos mesmo né — Alice em sua mão está segurando sua Pokébola.

— Vamos, estou doido para lhe derrotar, minha cara, sua deselegância não me agrada nem um pouco — afirma Wallacen.

Alice sorri novamente.

— Então vamos, eu escolho você! Dragonair!

Da Pokébola de Alice, sai um maravilhoso Pokémon, Dragonair.

— Vamos arrasar! Vai Milotic!

Wallacen lança a Pokébola no chão, então de lá, sai um belo Pokémon, Milotic, corpo super brilhante e sedoso, um belo Pokémon de se ter.

— Primeiro movimento das damas, apesar de você não ter nada de dama.

Wallacen começa a dar risadas por alguns segundos.

— Muito obrigado, muito cavalheirismo da sua parte, Wallacen.

Alice sorri.

— Dragonair! Use o Dragon Pulse no Milotic, depois Ice Beam para congelar o Dragon Pulse e criar o Beam Pulse!

Rapidamente Dragonair lança um poderoso Beam Pulse, quando o Dragon Pulse é lançado, o Ice Beam congela a esfera é cria um belo Dragon Ice.

— Milotic, isso é fácil, Iron Tail para destruir isso maravilhosamente, e criar brilho em você! Depois Water Pulse no rosto de Dragonair, por favor!

Então Milotic destroi a bela esfera congelada com o poderoso Iron Tail, e brilhos cai sobre Milotic, depois Milotic lança um poderoso Water Pulse no rosto de Dragonair.

— Desvie, Dragonair!

Antes de Dragonair desviar, o poderoso Water Pulse atinge Dragonair.

Dragonair fica confuso.

— Milotic, vamos terminar! Use o Iron Tail e jogue a Dragonair no lago que tem perto dali!
Milotic rapidamente bate umas 4 vezes em Dragonair, Dragonair confuso não consegue se defender.
Milotic joga Dragonair no lago.

— Dragonair! Não! — grita Alice.

— É o fim! Blizzard no lago para congelar Dragonair!

— NÃO DRAGONAIR!

Rapidamente a bela Milotic usa um imenso poder, e usa o Blizzard, que não só além de congelar o lago e o Dragonair, congela as pernas de Alice completamente.

— Acho que é o fim, queridinha! Volte, Milotic, ótimo trabalho.

— Me tira daqui, Wallacen, não estou brincando.

— Nem eu, minha jovem.

— Eu vou lhe soltar em breve, mas primeiro!

— O que você quer?

Wallacen começa a andar calmamente para onde Alice está com os pés congelados, incapazes de se mexer.

Wallacen começa a tocar no longo cabelo de Alice.

Wallacen começa a massagear o rosto de Alice.

— Você é tão bela, que pena que é tão bruta, mesmo assim, eu irei roubar um belo beijo seu, minha cara.

Wallacen beija Alice na boca.

Alice tenta fugir, porém não consegue.

— Se eu fosse você, ficasse quietinha, pois eu poderia fazer pior com você, você quer outra coisa?

Alice olha assustada para Wallacen.

Wallacen puxa uma pistola da cintura.

— Está vendo essa pistola? Com esse brinquedinho, eu posso tirar sua vida inútil se você continuar de graça.

Wallacen segura no cabelo de Alice.

Wallacen puxa com força o cabelo de Alice.

— Brincadeirinha.

Wallacen dar gargalhadas.

— Agora me solta, Wallacen.

— Porque eu lhe soltaria? Eu posso te matar agora, sua arrogante metida! — Wallacen expressas as palavras num tom de raiva e arrogância.

Depois de segundos, fica um silêncio.

Um barulho se ouve.

— Ai, meu Deus!

Alice começa a chorar.

— Wallacen! Wallacen! Me responde.

O barulho que era antes, era de um tiro, esse tiro foi direto no peito de Wallacen.

Wallacen cai no chão.

— Wallacen! Como vou te ajudar? Não consigo sair daqui. — A jovem assustada olha para todos os lados, para pedir ajuda. — Dragonair!!! Se você estiver me ouvindo, por favor, se liberte desse gelo, e me ajude, por favor! Preciso de sua ajuda!

O silêncio continua.

— Você está bem? — uma jovem moça de cabelos curtos pretos, vestindo uma blusa social branca, e saia, se aproxima de Alice, seu nome é Miku, aparenta ter uns 13 anos.

— Estou sim, obrigado por ajudar, mas... Foi você que atirou no meu amigo? — pergunta Alice.

Em alguns segundos fica tudo quieto e silencioso.

— Fui eu que atirei, algum problema? — uma jovem que aparenta ter 17 anos, olhos cor de mel, cabelo preto curto, vestindo uma blusa preta, calça jeans e portando uma pistola nas mãos, seu nome é Eduarda. — ''amigo''? Sério isso? Você é muito idiota a ponto de pensar isso, ele queria te matar, e fazer sei lá o que com você, deixe de ser uma vadia idiota de merda.

— Escuta aqui, eu não pedir sua ajuda em nenhum momento tá, em nenhum momento chamei ''Eduarda, vem me ajudar'', eu nem te conheço, garota, e olha, quem é você para me chamar de vadia idiota de merda? Você deu sorte que meus pés estão presos nesse maldito gelo, pois se não tivesse, eu iria te dar um belo tapa no meio da cara, um não, iria dar uns 5! — grita Alice.

Eduarda saca algo do bolso.

Eduarda segura uma Pokébola.

— Saia, Metagross! — ordena Eduarda. — Metal Claw no gelo que está nos pés da Alice, e depois destrua o gelo que está no Dragonair!

Metagross com suas garras usa o Metal Claw e destrói o gelo nos pés da Alice.

Metagross usa novamente o Metal Claw e destroi em questão de segundos o gelo que estava na Dragonair.

— Pronto, agora está livre, agora me dê os tapas que prometeu, estou esperando! — grita Eduarda, Eduarda está fazendo isso para provocar mesmo, pois sabe que se caso Alice for maluca o suficiente para encostar as mão em Eduarda, Metagross que está atrás de Alice, a mataria em questões de segundos.

Fica um silêncio total na Floresta.

— Alice, eu irei curar sua Dragonair, vai Chansey! — Miku rapidamente puxa sua Pokébola do bolso, a joga, saindo a bela Chansey.

Chansey sorri.

— Chansey, use o Softboiled para curar a Dragonair! Por favor — ordena Miku.

Chansey se aproxima de Dragonair.

Graças ao poderoso Softboiled de Chansey, Dragonair é curada  completamente, porém Chansey fica um pouco cansada, pois teve que usar sua energia para curar Dragonair.

Dragonair olha para Chansey a fim de dizer um belo e calmo ''obrigado, você me salvou''.

— Sceptile! Solar Beam nelas! — então uma voz se ouve, um Sceptile aparece correndo entre as árvores rapidamente, veloz como um raio.

Solar Beam atinge Miku.

Miku cai no chão.

Miku desmaia.

— Maldito, nós achou, Metagross, leve a Miku, Alice, corra, senão você morrerá! — grita Eduarda.

Metagross pega Miku, e flutuando, começa a se movimentar rápido para fugir.

Eduarda puxa pelo braço Alice, e as duas começam a correr rapidamente.

A cada momento fica cada vez mais complicado correr, nessa Floresta imensa tem muitas coisas para não facilitar ninguém a correr, tem que tomar cuidado com as lama, vários Beedrill querendo te caçar a qualquer  momento, poça de lama de areia movediça, e outros vários obstáculos que melhor não citar agora, pois são muitos, muitos mesmo.

Eduarda e Alice continua correndo.

Sceptile está chegando cada vez mais perto de Eduarda e Alice.

Continua no próximo capítulo!
 
Não recomendado para menores de 16 anos.

5 comentários:

  1. Tem uma frase minha nisso ae...('-.-) n mereço morrer no 6 dps disso...

    ResponderExcluir
  2. Huehehehe. Se contente com o que pode, vai morrer sim e acabou. -q

    ResponderExcluir
  3. Precisa corrigir algumas palavras, e evite repetir termos como: "em questão de segundos". Troque o mesmo por algo que tenha valor similar, por exemplo, "em instantes".

    Bom... Gostei do capitulo, lerei o próximo quando tiver tempo. Até mais ver. o/

    ResponderExcluir