Busca pela Liberdade! 12

Busca pela Liberdade!
Capítulo 12: Doce vingança: parte 2.

No último capítulo: Alice conhece Meganium, e as duas armam uma vingança para Eduarda e Miku, Matheus e Junior fogem do acampamento, Gustavo e Lucia resolvem ir procurá-los, porém, Samara aparece atrás de Júnior, Lucia e Samara fazem uma poderoso batalha, no final, Lucia perde, e Samara acaba se juntando para achar o pessoal do grupo e Júnior, Júnior tira a mascara do Mascarado. Quem será o tal ''Mascarado''? Descubra agora no capítulo 12!

Não recomendado para menores de 16 anos.

— Hiago...! — diz Júnior.

Mascarado é Hiago, irmão mais velho de Lucia, Hiago tem sobrancelhas finas, e cabelo liso.

— A-ainda não acredito que é você...!!! — Júnior olha assustado para Hiago.

Hiago não diz nada.

— Porque está fazendo isso!? — Júnior olha para Hiago.

— Pois eu quero proteger a Lucia... E quero o bem dela... Depois da morte dos nossos pais... Ela sempre anda sofrendo... Ela esconde isso do Gustavo... — depois de segundos Hiago diz algo.

Júnior não diz nada.

— Como irá ajudar ela!? — grita Júnior. — Que maneiro, você deve saber o motivo de estarmos nessa Ilha maldita, e não nos ajuda, não ajuda nem sua irmã! Como irá ajudar ela!?

Júnior começa a se irritar com Hiago.

— O único jeito de ajudar a Luh... É revivendo nossos pais...

— Ah? Como? Está louco!?

— Não! Ainda tem um jeito... Xerneas pode reviver eles...!!! — grita Hiago.

Júnior olha assustado para Hiago.

— Mas como? Disseram que Xerneas tinha morrido!

— Júnior... Mentira, as pessoas que botaram vocês aqui, sabem sobre o Xerneas... Porém, só me darão o lugar para achar Xerneas quando eu matar todos aqui na Ilha...

— Sério que você irá matar todos? — Júnior olha irritado para Hiago.

— Sim! Se for para deixar a Luh feliz sim! Mato até o Gustavo! — grita Hiago.

Em instantes, Júnior dar um soco na cara de Hiago.

— VOCÊ É UM EGOÍSTA MESMO! VÁ PRO INFERNO! — grita Júnior.

Hiago não diz nada, apenas abaixa a cabeça.

— Glalie, descongele esse maldito, e vamos sair daqui o mais rápido possível, quero distancia desse egoísta imbecil!

Glalie em instantes descongela Hiago.

Júnior retorna Glalie para a Pokébola.

— E a propósito, a Luh nunca ficaria feliz se caso você matasse o Gustavo.

Júnior vira de costa e começa a andar para longe de Hiago.

— Perdoe-me, Júnior!

Hiago se aproxima de Júnior, e com uma faca na mão, atinge Júnior, porém ele não consegue atingir Júnior no coração, e acaba atingindo Júnior no braço.

Júnior olha assustado para Hiago.

— Ah... Isso dói muito, seu filho da puta! — grita Júnior.

Júnior começa a correr o mais rápido possível.

Júnior até pensa na possibilidade de chamar o Glalie, porém Júnior sabe que Glalie está muito cansado.

Hiago está perto de alcançar Júnior.

Júnior continua correndo pela Floresta.

Hiago continua-o seguindo.

— Hiago, não precisa fazer isso!

— Precisa sim, você derrotou meu Darkrai, e ainda por cima me xingou, e me deu um soco! Irá pagar por isso, e não posso deixar que você conte para a Luh que eu sou o Mascarado.

— Mas eu preciso, tenta entender!

Júnior continua correndo de Hiago.

Júnior não tem mais energia nenhuma para correr, porém ele tenta correr, pois sabe que se parar um instante, irá morrer rapidamente, afinal, Hiago não perdoará ele nem aqui e nem na próxima vida se existi mesmo.

Quando Júnior iria parar de correr, pois está totalmente sem energia, Matheus e Junior que fugiram do acampamento aparecem.

— Que sorte que apareceram!

— Hiago!? — Matheus olha assustado para Hiago.

Junior fica quieto.

— Hiago não! Mascarado, esse assassino quer me matar! — grita Júnior.

Matheus olha assustado para Hiago.

Hiago não diz nada.

Matheus se aproxima de Hiago.

Junior e Júnior ficam se dizer nada.

— Você é um assassino? — Matheus olha para Hiago.

— M-me desculpe... Matheus...

Hiago que estava segurando uma faca, enfia a faca no peito de Matheus.

Matheus cai no chão com a faca cravada no peito.

Hiago tira outra faca da cintura.

— M-MATHEUS! — grita Junior. — Brother, aguente, aguente, não morra!

Junior começa a chorar.

— Irmão, vamos embora, se ficarmos, ele nos matará também! — grita Júnior.

— NÃO, EU FICAREI, EU IREI MATAR ESSE FILHO DA PUTA! — Junior olha para Hiago muito furioso.

Junior se derrama em lágrimas.

— A escolha é sua, irmão, adeus, se cuide! — Júnior começa a correr de novo.

Júnior corre tanto que se afasta demais onde está Matheus, Junior e Hiago.

Júnior continua correndo pela Floresta.

Quando Júnior iria virar para esquerda para entrar num atalho para se esconder, Júnior acaba se topando com alguém.

Júnior acaba derrubando Marina.

Marina cai no chão, e Júnior em cima dela, como se tivessem se beijando.

— D-desculpe... Eu não te vi... — Júnior fica com vergonha.

Júnior ajuda Marina a se levantar.

— I-imagina... Eu que não vi você... D-desculpe... — Marina também fica com vergonha.

— Duda, ouviu isso? Alguém gritou! — Miku olha para Eduarda assustada.

— Fique aí que eu irei ver, não sai dai! — Eduarda olha séria para Miku.

Miku faz que sim com a cabeça.

Eduarda quando entra na Floresta e vira pela esquerda, acaba vendo uma cena nada boa: Hiago enfiando a faca em Junior.

Eduarda se assusta.

— Meu Deus... O que você está fazendo com eles? Quem é você? — Eduarda olha assustada para Hiago.

Junior com a faca cravada no peito igual a Matheus, cai no chão.

Matheus sem esse tempo todo sem ajuda, provavelmente está morto já.

— Vai! Darkrai! Acabe com essa garota! — Hiago olha para Eduarda.

Da Pokébola de Hiago, sai o poderoso Darkrai.

— U-um Darkrai... Q-que incrível... S-sempre quis um... — Matheus que está caído no chão, solta uma voz, porém a voz de Matheus está muito baixa, que será sorte se Hiago ou Eduarda ouvisse.

Um barulho de ouve.

Eduarda vira para trás.

Então assim que Eduarda vira-se, um chicote acerta Eduarda no rosto.

O rosto de Eduarda fica marcado pelo chicote.

— Ótimo trabalho, Meganium.

Uma voz atrás de Meganium se ouve, é Alice.

— A-alice...! — Eduarda olha assustada para Alice. — P-pensei que tinha morrido...  Pensei que Emerson tinha te matado...

Eduarda fica assustada.

— Pensei que não estava lembrada de mim, sua vadia desgraçada, você me deixou para morrer! — grita Alice para Eduarda.

— M-me perdoe, não tinha jeito, ou era minha vida e da Miku, ou a sua...

— Não importa sua vadia! Vamos fazer uma batalha! Caso eu ganhe, eu te mato!

— E-e se caso eu ganhe!?

— Caso você ganhe você do mesmo jeito irá morrer! — Alice olha para Eduarda rindo.

Hiago sai do meio da Floresta, para deixar aquele espaço para a batalha entre Alice e Eduarda.

— Meganium, vamos lá!

Meganium de Alice fica pronta para batalhar.

— Já que meu Metagross ficou lá, vai Vaporeon! — ordena Eduarda.

A maravilhosa Vaporoen sai da Pokébola sorrindo, porém Vaporeon não sabe nem o mínimo do que está acontecendo no momento.

— Vaporeon! Comece usando Shadow Ball na Meganium! — ordena Eduarda.

Vaporeon usa um poderoso Shadow Ball para atingir Meganium.

— Já sabe o que fazer! — Alice olha para Meganium.

Meganium em instantes acaba com o Shadow Ball rapidamente usando seus chicotes.

— Vaporeon! Use o Ice Beam nos chicotes da Meganium!

— Meganium, fique parada! — ordena Alice.

Então o poderoso Ice Beam congela os chicotes de Meganium.

— Meganium! Agora bata na Vaporeon usando o Vine Whip congelado até quebrar o gelo que está congelando os chicotes! — grita Alice.

— Use evasiva! Vaporeon! — Eduarda grita assustada para Vaporeon.

Vaporeon não consegue da evasiva.

O forte Vine Whip atinge Vaporeon.

Alguns segundos se passa, e Meganium continua batendo em Vaporeon com o Vine Whip.

Vaporeon cai no chão.

Os chicotes de Meganium se descongela.

Eduarda chora.

— Isso é maravilho! Você ficou toda contente quando me deixou para morrer! Agora estou dando o troco, espero que esteja apreciando, pois eu estou adorando! — Alice ri para Eduarda.

Mascarado ri.

Vaporeon tenta levantar do chão, porém está muito fraca.

— Vaporeon, a gente irá superar isso, tente levantar, nós irá derrotar Meganium e sair daqui! — Eduarda tenta passar coisas boas para Vaporeon, a fim de fazer Vaporeon levantar, porém Vaporeon continua no chão.

Vaporeon depois de alguns instantes, consegue levantar.

Alice dar gargalhas.

— Meganium! Vamos terminar com isso! Vamos botar Vaporeon e Eduarda no chão, onde são o lugar delas! Earthquake! — grita Alice.

Meganium se concentra.

Vaporeon e Eduarda olham para Meganium sem fazer nada.

Em instantes Meganium usa o poderoso Earthquake.

O chão começa a tremer.

Eduarda e Vaporeon cai.

Eduarda machuca os dois braço.

Vaporeon está quase perto de ficar fora de combate, porém ainda luta pela Eduarda.

Vaporeon continua caída no chão.

— Adeus, Vaporeon! Meganium! Use o Frenzy Plant com toda sua força! — grita Alice.

Meganium começa a ficar coberta por um manto verde claro.

Meganium ativa seu grande poder com Frenzy Plant, então começa vim um monte de plantas em Vaporeon.

Vaporeon fica fora de combate.

Eduarda chora.

Alice se aproxima de onde Eduarda está caída.

— Vamos fazer diferente dessa vez! — Alice sorri para Eduarda.

Alice pega a  Katana que estava escondida atrás de Eduarda, com certeza era essa Katana que Eduarda usaria para matar Alice e Hiago.

— Onde achou essa Katana!? — grita Alice.

— V-vai pro inferno! — grita Eduarda chorando.

— Ok! Mas primeiro você vai na minha frente.

Alice sem piedade e sem hesitar, puxa a Katana, e decapita a cabeça de Eduarda.

Alice desfruta daquele momento sorrindo para Meganium.

Meganium sorri para Alice.

Ouve-se uma voz.

Alice e Hiago olham para a trás.

Então lá estava, Miku gritando o nome de Eduarda chorando.

— E-EDUARDA! EDUARDA! EDUARDAAA! — Miku olha para a cabeça decapitada de Eduarda.

Miku só consegue chorar no momento.

Continua no próximo capítulo!

Nenhum comentário:

Postar um comentário